Plantão
geral

Mesmo com o feriado da Padroeira, movimento é fraco na rodoviária da capital

Publicado dia 11/10/2017 às 09h06min
Segundo o agente de viagem, Jardeson da Cunha, a diferença de procura na empresa em que trabalha foi de apenas 15% desde a última semana

Às vésperas do feriado de quinta-feira (12), Dia da Padroeira do Brasil - Nossa Senhora Aparecida, o movimento na rodoviária de Porto Velho para a maioria das empresas acompanha praticamente a mesma média de vendas de passagens de períodos normais.

O fato dos governos estadual e municipal não terem decretado ponto facultativo na sexta pode ser um dos motivos para impedir que servidores públicos, por exemplo, se ausentem da cidade.

Segundo o agente de viagem, Jardeson da Cunha, a diferença de procura na empresa em que trabalha foi de apenas 15% desde a última semana, mas ainda mantém a esperança de que até o meio-dia desta quarta-feira, as vendas ainda subam no máximo 20%. “Os destinos que mais temos procura são Rio Branco, Humaitá, Ariquemes, Jaru, Ouro Preto e Ji-Paraná”.

Helenaria Reis, 24 anos, é operadora de caixa na capital, e não pelo feriado, aproveitou as férias para visitar a família em Humaitá. “Vou passar uma semana, assim também já curto o feriado e as férias um pouco com eles”, disse a jovem. Já para a técnica de enfermagem Dislene Lima, o feriado caiu em boa hora. Com a filha de 9 anos, Danielli, a técnica aproveitou dia da Padroeira para passear. “Vou ter folga e juntando com o feriado consigo e ir visitar minha mãe em Rio Branco. Só volto no domingo”, revela.

O agente de viagem Francisco Barbosa conta que a procura de passagens para o feriado não tem sido empolgante, e que as buscas para o final do ano só começam em meados de novembro.

Mesmo com o feriado da Padroeira, movimento é fraco na rodoviária da capital

Fonte: Da redação