Plantão
Educação

Senadora Vanessa Graziotin participa de ato no Sintero e manifesta apoio à greve

Publicado dia 27/02/2018 às 17h30min
A senadora se reuniu com a direção do Sintero, conversou com os trabalhadores em educação, e criticou os governos pela falta de uma política séria para a educação.

Os trabalhadores em educação estaduais de Rondônia, em greve desde quarta-feira, dia 21/02, receberam na manhã desta segunda-feira (26/02) a visita da senadora Vanessa Graziotin (PC do B – AM), que manifestou apoio ao movimento.

A senadora se reuniu com a direção do Sintero, conversou com os trabalhadores em educação, e criticou os governos pela falta de uma política séria para a educação.

Ela fez um relato das dificuldades enfrentadas pelos trabalhadores em Brasília e na maioria dos estados que não dão à educação pública a devida importância. Vanessa Graziotin relatou, por exemplo, a redução dos recursos destinados à educação para satisfazer outras áreas, como o fundo partidário, a redução de programas sociais e a redução do FIES, o financiamento para trabalhadores de baixa renda que não conseguem pagar faculdade.

A senadora amazonense foi bastante aplaudida quando defendeu salário justo para os trabalhadores em educação. “Vimos o governo pressionando o Congresso Nacional para aprovar uma reforma da previdência alegando a necessidade de acabar com privilégios. Na verdade essa reforma proposta sacrifica ainda mais os trabalhadores para manter privilégios de uma minoria que não seria alcançada pela mudança. Isso nós não podemos permitir”, disse.

Ela se propôs a manter a vigilância no Senado para continuar denunciando e combatendo os desmandos do governo Temer.

Sobre a greve dos trabalhadores em educação, a senadora disse que a categoria está no seu direito legítimo de se utilizar de um instrumento legal para reivindicar seus direitos. “Estou aqui para apoiar a luta e lutar ao lado de vocês”, disse.

A presidente do Sintero, Lionilda Simão, agradeceu à senadora pela presença e pelo apoio, e fez um breve balanço da greve. Segundo ela, há paralisação de atividades em escolas de todo o Estado. “Em alguns lugares ainda há trabalhadores em educação nas escolas, enquanto em outros a paralisação é total, como o caso de Nova Mamoré. O nosso movimento está crescendo diariamente com a adesão de mais profissionais da educação. Isso nos fortalece para cobrarmos do governo o atendimento das reivindicações”, disse.

Nesta segunda-feira o Sintero faz mobilizações em todo o Estado e amanhã, terça-feira, deverá haver uma audiência da direção do sindicato com o governo, quando a categoria espera uma resposta positiva às reivindicações.

 

Fonte: sintero