Plantão
cultura

Atriz ji-paranaense lança livro infantil e concorre a prêmio

Publicado dia 21/11/2016 às 11h47min
O livro foi o premio da categoria de um escritor rondoniense a ser indicado ao Prêmio Jabuti

Dez anos depois sair de Ji-Paraná em busca do sonho de ser uma atriz famosa, Vanessa Prietto, retornou a sua cidade natal para falar do seu trabalho na televisão e em filmes e também para lançar o livro infantil que escreveu. O livro, cujo título é “O Silêncio em Apuros”, foi lançado no último sábado (12), no Teatro Dominguinhos.

De acordo com a autora, as 100 páginas do livro tratam sobre a questão do barulho a que as crianças estão sendo submetidas, principalmente nos grandes centros urbanos. De acordo com a autora, exemplares do livro serão doados para escolas públicas municipais, estaduais e também para as bibliotecas públicas e faculdades.

“Eu sempre sonhei em poder voltar à minha cidade e poder trazer o meu espetáculo de teatro que de origem à história que conto no meu livro, mas só fato de estar lançando meu livro aqui, já é uma grande vitória”, disse a atriz.

http://images.comunidades.net/som/somnativo/Atriz_Vanessa_Prietto_lan_a_livro_em_Ji_Paran_1.jpg

A atriz falou da alegria de poder retornar a sua cidade natal e mostrar seu trabalho aos conterrâneos. (Foto: Claudinei Gomes).

Histórico da atriz

Vanessa Prietto Estreou na TV Aberta em 2006, quando fez papel de vilã na novela Cristal. Em seguida, participou do seriado O Sítio do Pica-Pau Amarelo, em 2007. A atriz rondoniense foi indicada ao prêmio de melhor atriz coadjuvante no Candango, em 2007, pelo longa metragem Falsa Loura. Em Zé do Caixão, que vão ao ar no canal fechado, a atriz contracena com Matheus Nachtergaele como Sarita Del Ciel. A atriz também já fez vários comercias para serem veiculados na TV Aberta.

“A Vanessa, obtendo sucesso, tendo saído de Rondônia, acaba se tornando um exemplo de vencedora a ser seguido, pois ela saiu daqui com um objetivo e conseguiu – com muita luta – alcançar mais do que esperava”, declarou Keila Barbosa, presidente da Fundação Cultural de Ji-Paraná.

Fonte: redetvro