Índice de fumantes chega a 11% em Porto Velho pela primeira vez em seis anos

Índice de fumantes chega a 11% em Porto Velho pela primeira vez em seis anos
Índice de fumantes chega a 11% em Porto Velho pela primeira vez em seis anos

A porcentagem de moradores adultos que faziam o uso de cigarros apresentava uma tendência de queda, mas em 2021 voltou a subir. O índice de fumantes em Porto Velho passou dos 10% pela primeira vez em seis anos.

Os dados são de uma pesquisa realizada em 2021 e divulgados pelo Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) do Ministério da Saúde.

Em 2021 cerca de 11,07% de pessoas que fazem o uso de cigarros na capital, a cidade passou da média nacional de fumantes, que é de 9,07%. Porto Velho também é a sexta cidade no ranking nacional, atrás apenas de:

• Campo Grande – 14,46%
• Distrito Federal – 11,75%
• Curitiba – 11,29%
• São Paulo – 11,18%
• Rio Branco – 11,18%

De acordo com a pesquisa, os homens são os que mais fumam, sendo cerca de 13,29%, contra 8,64% de mulheres. A pesquisa também aponta que pelo menos 2,03% da população fuma pelo menos 20 cigarros por dia, número que tem se mantido estável nos últimos anos.

Além disso, Porto Velho está acima da média nacional no ranking de fumantes passivos adultos em domicílio. Segundo o Ministério da Saúde, pelo menos 7,81% da população com 18 anos ou mais é fumante passivo, isto é, não-fumante que convive com fumantes dentro da própria residência. A média nacional é de 6,95%.

Já quando o assunto é fumo passivo no ambiente de trabalho, a proporção na capital rondoniense diminui para 7,06%, mas a cidade continua sendo uma das piores do país. A média nacional para esse caso é de 5,44%.